Categorias:
Carrinho de compras 0

Serviço indisponível no momento.

Criolo|Nó na Orelha (Instrumental)

Nó na Orelha (Instrumental)

Criolo

Disponível em
16-Bit/44.1 kHz Estéreo

Streaming ilimitado

Escute agora este álbum em alta qualidade nos nossos aplicativos

Iniciar meu período de teste e começar a escutar este álbum

Curta este álbum nos aplicativos Qobuz com a sua assinatura

Assinar

Curta este álbum nos aplicativos Qobuz com a sua assinatura

Quando Criolo se reuniu para gravar “Nó Na Orelha” com os produtores Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral, a ideia era que o disco fosse o último da sua carreira. Criolo queria apenas ter um registro da sua trajetória no rap para deixar para a família. O que ele não sabia é que “Nó Na Orelha” iria mudar não só o rap nacional como a música brasileira. E, consequentemente, também a vida de Criolo, que estourou em 2011. 

O álbum foi um dos mais importantes da década porque rompeu as barreiras do rap ao misturar o gênero com outros estilos e abriu as portas para que outros rappers fizessem isso no futuro. O disco flerta com o afrobeat em “Bogotá”, com o reggae em “Samba Sambei”, o bolero em “Freguês da Meia Noite” e o samba em “Linha de Frente”. Já “Não Existe Amor em SP”, que virou hit e foi cantada com Caetano Veloso no VMB daquele ano, tem um instrumental melódico com violinos e uma letra típica do rap que escancara as feridas da cidade de São Paulo. Ainda que em muitas músicas exista a presença de outros gêneros misturados ao rap, Criolo também apostou em faixas que trazem o estilo puro como é o caso de “Sucrilhos”, “Subirosdoistiozin” e “Grajauex”. 

Outro diferencial de “Nó Na Orelha” é que ele foi gravado com uma banda de apoio e não com uma base eletrônica, como costuma acontecer em produções no hip hop. Para fazer isso, o produtor Daniel Ganjaman trouxe para o disco músicos como Kiko Dinucci, Rodrigo Campos, Verônica Ferriani e Juçara Marçal. 

©️ Nathalia Pádua. Autor - Bananas/Qobuz

Mais informações

Nó na Orelha (Instrumental)

Criolo

launch qobuz app Já baixei o Qobuz para Windows / MacOS Abrir

download qobuz app Ainda não baixei o Qobuz para Windows / MacOS Baixar o aplicativo Qobuz

Você está escutando amostras.

Escute mais de 100 milhões de músicas com um plano de streaming ilimitado.

Escute esta playlist e mais de 100 milhões de músicas com os nossos planos de streaming ilimitado.

A partir de 8,99€/mês

1
Bogotá (Instrumental)
00:04:39

Criolo, Composer, Writer, MainArtist

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

2
Subirusdoistiozin (Instrumental)
00:03:29

Criolo, Composer, Writer, MainArtist

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

3
Não Existe Amor em SP (Instrumental)
00:04:41

Criolo, Composer, Writer, MainArtist

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

4
Mariô (Instrumental)
00:03:38

Criolo, Composer, Writer, MainArtist - Kiko Dinucci, Composer, Writer

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

5
Freguês da Meia Noite (Instrumental)
00:04:10

Criolo, Composer, Writer, MainArtist

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

6
Grajauex (Instrumental)
00:02:36

Criolo, Composer, Writer, MainArtist

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

7
Samba Sambei (Instrumental)
00:03:43

Criolo, Composer, Writer, MainArtist

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

8
Sucrilhos (Instrumental)
00:04:01

Criolo, Composer, Writer, MainArtist

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

9
Lion Man (Instrumental)
00:03:25

Criolo, Composer, Writer, MainArtist

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

10
Linha de Frente (Instrumental)
00:04:31

Criolo, Composer, Writer, MainArtist

© 2021 Oloko Records ℗ 2021 Oloko Records

Resenha do Álbum

Quando Criolo se reuniu para gravar “Nó Na Orelha” com os produtores Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral, a ideia era que o disco fosse o último da sua carreira. Criolo queria apenas ter um registro da sua trajetória no rap para deixar para a família. O que ele não sabia é que “Nó Na Orelha” iria mudar não só o rap nacional como a música brasileira. E, consequentemente, também a vida de Criolo, que estourou em 2011. 

O álbum foi um dos mais importantes da década porque rompeu as barreiras do rap ao misturar o gênero com outros estilos e abriu as portas para que outros rappers fizessem isso no futuro. O disco flerta com o afrobeat em “Bogotá”, com o reggae em “Samba Sambei”, o bolero em “Freguês da Meia Noite” e o samba em “Linha de Frente”. Já “Não Existe Amor em SP”, que virou hit e foi cantada com Caetano Veloso no VMB daquele ano, tem um instrumental melódico com violinos e uma letra típica do rap que escancara as feridas da cidade de São Paulo. Ainda que em muitas músicas exista a presença de outros gêneros misturados ao rap, Criolo também apostou em faixas que trazem o estilo puro como é o caso de “Sucrilhos”, “Subirosdoistiozin” e “Grajauex”. 

Outro diferencial de “Nó Na Orelha” é que ele foi gravado com uma banda de apoio e não com uma base eletrônica, como costuma acontecer em produções no hip hop. Para fazer isso, o produtor Daniel Ganjaman trouxe para o disco músicos como Kiko Dinucci, Rodrigo Campos, Verônica Ferriani e Juçara Marçal. 

©️ Nathalia Pádua. Autor - Bananas/Qobuz

Sobre o álbum

Melhorar as informações do álbum
Mais sobre o Qobuz
Por Criolo

Convoque Seu Buda

Criolo

Sobre Viver

Criolo

Sobre Viver Criolo

Lindo Lago do Amor

Criolo

Espiral de Ilusão

Criolo

Nó na Orelha

Criolo

Nó na Orelha Criolo

Playlists

Você também pode gostar...

WE DON'T TRUST YOU

Future

UTOPIA

Travis Scott

UTOPIA Travis Scott

Graduation

Kanye West

Graduation Kanye West

HISS

Megan Thee Stallion

HISS Megan Thee Stallion

HISS

Megan Thee Stallion

HISS Megan Thee Stallion